Não digas, mostra ao leitor!

Nas aulas dos workshops de escrita criativa do projeto Escreve sem Medo uma das grandes dificuldades que eu vejo nos alunos é a passagem do dizer para o mostrar. 

Dizer é o mais fácil. Limitaste a narrar, sem grande emoção e normalmente a uma grande velocidade. No entanto, só é mais fácil para ti. Porque isso não passa grande emoção ao leitor. E o leitor quer emocionar-se, quer sentir, quer chorar, quer rir. É assim que ele vai ficar agarrado à tua história.

Se disseres tudo e não mostrares, o teu texto torna-se quase uma receita de um bolo, fria e meramente factual. É uma cronologia de acontecimentos. 

Mas se mostrares…. se mostrares, ele vai sentir-se parte da história, vai entender e sentir o que a tua personagem sente, vai vibrar com os seus sucessos e sofrer com os seus fracassos. Vai emocionar-se. E vai ficar no teu livro até à última página. 

Vou dar-te um exemplo! 

Comecemos pelo dizer!

A Maria voltava da escola, era tarde e estava frio. Ainda assim, ela preferiu ir a pé para casa. Depois de um dia enfiada numa sala de aulas, o vento frio sabia-lhe bem. Parecia que, à medida que lhe batia no rosto, lhe dissolvia todas as frustrações. Pensou que talvez lhe fizesse bem ouvir música. Tirou os headphones da mala e começou a odisseia de desenrolar os fios. Tinha mesmo de comprar uns sem fios. Ia de tal maneira enfiada nos seus pensamentos que nem viu o rapaz a aproximar-se. Ele pediu-lhe desculpa por a estar a incomodar, mas estava perdido e precisava de um hotel ou de um quarto qualquer para dormir naquela noite. Perguntou se ela conhecia alguma coisa. Ela olhou à sua volta, não havia mais ninguém nada rua. Começou a pensar se ia ser assaltada, mas o rapaz parecia inofensivo. 

E agora, vou mostrar-te

 Maria olhou para o relógio. Dezoito horas. 

Vou a pé, se me enfio num autocarro, passo-me. 

Aconchegou o casaco ao corpo e fechou os olhos, saboreando o vento frio no rosto e no cabelo. Era a sua massagem depois de mais um dia pouco interessante na escola. 

O autocarro passou pouco depois, cheio, a abarrotar. Nada de novo. Maria sorriu. Boa escolha. Aquilo ainda podia ser melhor com música. Puxou os headphones da mala, e eles vieram devagarinho, a desleixar-se e demorar-se no fundo da mala. 

Quando é que vou ter dinheiro para comprar uns headphones sem fio? Que seca, até tenho vergonha de andar com isto na rua! 

Olhou à sua volta, mas as poucas pessoas que se cruzavam com ela, iam de cara enfiada nos casacos grossos. Ninguém sequer notava que ela existia. 

Ainda bem. Estou-me sempre a queixar de ser invisível, mas hoje, ainda bem. Raios de headphones estúpidos. 

– Desculpa, podes ajudar-me? 

Maria levantou os olhos do novelo de fio. Olhou à sua volta. Mais ninguém na rua. 

Mas está tudo a gozar comigo? Então desaparece toda a gente agora?!

– Não te assustes, é que eu estou perdido, precisava de um hotel ou de um quarto qualquer para dormir hoje. Podes ajudar-me?

Muito bom. É hoje que vou ser assaltada! 

Maria olhou para o rapaz de novo. Mas, na verdade, ele não parecia nada ameaçador. 

Aqui tens as ferramentas para mostrar mais no teu texto!

Percebeste a diferença? E mais do que percebeste, sentiste a diferença? Sentiste-te mais próximo da Maria? É isso que queremos!

Há várias ferramentas para mostrar em vez de dizer. Não há uma melhor ou outra pior, depende do teu texto e do momento do teu texto. 

A minha opinião? Usa-as todas!

Aqui vão elas: 

– Ação

– Diálogo

– Emoção Interior

– Descrição

– Monólogo

Vais ver que facilmente sentirás uma diferença nos teus textos! Mostra, não digas… 

E se quiseres saber mais e aprofundar mais este teu gosto pela escrita, inscreve-te já nos workshops que vão começar em Novembro!

Partilha este artigo

Outros artigos que te podem interessar

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Newsletter

Não perca as novidades do MartaCurto PhotoGraphy e subscreva a nossa newsletter.

Participar no Workshop

Preenche este formulário e entraremos em contacto contigo o mais brevemente possível.

Obrigada!

Marca a tua Sessão

Preenche este formulário e entraremos em contacto contigo o mais brevemente possível.

Obrigada!

Precisas de um preset para as tuas fotos?

Preenche este formulário e entraremos em contacto contigo o mais brevemente possível.

NOTA: Envia-me 5 fotos no campo corresponedente.

Obrigada!

Marca a tua consultoria

Preenche este formulário e entraremos em contacto contigo o mais brevemente possível.

Obrigada!

Marca a tua sessão

Preenche este formulário e entraremos em contacto contigo o mais brevemente possível.

Obrigada!